Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
  • Mudar contraste
  • Acessível por Libras

Des. Plauto Porto recebeu a comenda da presidente do TRT15, desa. Gisela Rodrigues Magalhães de Araujo e Moraes
Des. Plauto Porto recebeu a comenda da presidente do TRT15, desa. Gisela Rodrigues Magalhães de Araujo e Moraes

Na quinta-feira (14/3), o TRT15, em Campinas (SP), realizou cerimônia de entrega das comendas da Ordem do Mérito Judiciário da Justiça do Trabalho da 15ª Região, condecoração instituída pelo órgão para homenagear autoridades, personalidades e instituições nacionais ou estrangeiras pelos serviços prestados à Justiça Trabalhista, à cultura jurídica ou à sociedade em geral. Entre os 28 homenageados deste ano, está o desembargador Plauto Porto, presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará. O magistrado foi agraciado com a comenda Grande Colar.

A sessão solene também marcou a abertura do ano judiciário do TRT15 e contou com a participação do presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro João Batista Brito Pereira.

O des. Plauto Porto foi um dos 28 homenageados na cerimônia
O des. Plauto Porto foi um dos 28 homenageados na cerimônia

Agraciados

A lista de homenageados inclui o ministro Alexandre Luiz Ramos (TST), a desembargadora Eliney Bezerra Veloso, presidente do TRT-23 (MT) e do Colégio de Presidentes e Corregedores dos Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor), e o juiz titular da 3ª Vara do Trabalho de Brasília, Francisco Luciano de Azevedo Frota, conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que receberam o Grande Colar. Também foram agraciadas com a maior honraria concedida pelo TRT15 três entidades sem fins lucrativos - Instituto Padre Haroldo, Associação e Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus e Fundação Grande Harmonia – e uma empresa, a Real Alimentos, de Sorocaba. Já entre os homenageados com a Medalha Ouro estão o ator, cantor e compositor Rolando Boldrin, criador e apresentador do programa Sr. Brasil, exibido pela TV Cultura, e Débora Araújo Seabra de Moura, primeira pessoa portadora de síndrome de Down a se formar professora no País.

O Grande Colar foi concedido ainda aos desembargadores Maria de Lourdes Linhares Lima de Oliveira e Paulo Sérgio Pimenta, presidentes, respectivamente, dos TRTs da 5ª (BA) e da 18ª Região (GO), bem como às desembargadoras Dalila Nascimento Andrade, corregedora da 5ª Região, e Rosana de Almeida Buono, vice-ouvidora do TRT2 (Região Metropolitana de São Paulo e parte da Baixada Santista). Já a Medalha Ouro foi recebida também pela juíza Patrícia Maeda (Amatra XV), pelo procurador do trabalho Ronaldo José de Lira, pelo professor José Dari Krein, do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho (Cesit) da Unicamp, e pelo delegado Paulo Víbrio Júnior, diretor da Polícia Federal em Campinas, além dos servidores Gustavo Fachim, secretário de Gestão de Pessoas do TRT-15, Vlademir Nei Suato, secretário da Corregedoria Regional da 15ª Região, Rodrigo Marques de Rezende, assessor de desembargador do TRT-15, Marcelo Adriano Bonani, diretor de secretaria da VT de São José do Rio Pardo (SP), Kátia dos Santos Silva, secretária de Orçamento e Finanças do CSJT, Marcia Lovane Sott, secretária-geral do Conselho, e Cláudio de Guimarães Rocha, do TRT-24 (MS).

Leia a matéria da cobertura completa da cerimônia e veja mais fotos aqui.

Com informações da Coordenadoria de Comunicação Social do TRT15
Fotos: Denis Simas e Renato Silva