Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
  • Mudar contraste
Notícias

Usuários do PJe devem atualizar o Java de seus computadores

E-mail Imprimir

A gerência do Processo Judicial Eletrônico (PJe), desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com diversos tribunais, alerta a todos os usuários do sistema para a necessidade de atualizarem a versão do Java de seus computadores para a versão mais recente. No dia 14 de janeiro, foi lançada a versão 1.7.0_u51 do Java Runtime Enviroment (JRE).

“A atualização de programas online faz parte da rotina de qualquer usuário de computador”, comenta o conselheiro Saulo José Casali Bahia, presidente da Comissão de Tecnologia da Informação e Infraestrutura do CNJ. O conselheiro lembrou que as atualizações são necessárias em praticamente todos os programas que rodam na internet, a exemplo dos aplicativos de acesso a bancos, da declaração do Imposto de Renda e do próprio PJe. “As atualizações sempre acontecem e acontecerão”, disse.

O PJe não foge à regra. “Se o advogado passou a trabalhar com o sistema do PJe, deve fazer as atualizações online quando indicadas”, explica. De acordo com o conselheiro, a atualização do Java, exigido no PJe, é, além de corriqueira, uma questão simples. “O sistema já está implantado em um bom número de varas e gabinetes de vários tribunais, e funcionando muito bem”, esclareceu. No final de 2013, mais de um milhão de processos já estavam tramitando na ferramenta eletrônica.

Depois de divulgada a atualização do JRE, o CNJ encaminhou aos tribunais e a todas as entidades parceiras do PJe, entre eles a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Ministério Público, a Advocacia-Geral da União (AGU) e defensorias, informações sobre a necessidade de atualização do Java e também o passo a passo para a atualização.

Os juízes auxiliares da Presidência do CNJ Paulo Cristóvão e Carl Olav Smith, coordenadores do PJe, também esclareceram que as atualizações são normais em todos os sistemas. Segundo eles, o CNJ mantém o compromisso com o bom funcionamento do PJe visando, sobretudo, à melhoria dos serviços prestados aos jurisdicionados. Tanto é que, ao lançar a aplicação de assinatura do PJe em novembro de 2013, antecipou em dois meses as mudanças estruturais necessárias para a assimilação da atualização do Java pelo sistema.

Clique aqui para ver a nota de esclarecimento.

Veja o passo a passo para a atualização do Java.

Fonte: CNJ

Última atualização em Quinta, 23 Janeiro 2014 09:27 Lido 4285 vez(es)