Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
  • Mudar contraste
  • Acessível por Libras

O Pleno do Tribunal Superior do Trabalho realizou, na quinta-feira (9), a sessão solene de posse do ministro Breno Medeiros, que ocupará a vaga aberta pela aposentadoria do ministro Barros Levenhagen. Conforme o protocolo, o novo integrante da Corte leu o compromisso de posse e assinou o livro com o respectivo termo e recebeu do presidente  do TST, ministro Ives Gandra Martins Filho, a comenda da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho no grau de Grã-Cruz.b_0_200_16777215_0_0_images_comunicacao_imagens_site_2017_novembro_2017_posse_min_tst.jpg

O presidente em exercício do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará, desembargador Jefferson Quesado Júnior, participou da solenidade. Também participaram da cerimônia o presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministra Laurita Vaz, e do Tribunal de Contas da União, ministro Raimundo Carreiro, do ministro de Estado da Justiça, Torquato jardim, do governador de Goiás, Marconi Perillo, do prefeito de Goiânia, Iris Rezende, da subprocuradora do trabalho Ivana Mendonça Santos, representando o Ministério Público do Trabalho, e do secretário-geral adjunto do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Ibaneis Rocha Barros Jr., além de magistrados, parlamentares, representantes de entidades sociais e de classe e autoridades estaduais e municipais.

Trajetória
Breno Medeiros, que até a nomeação presidia o Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (GO), graduou-se pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná, com especialização em Engenharia da Qualidade pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Natural de Curitiba, foi promotor de Justiça no Paraná e, em 1992, ingressou na magistratura como juiz do trabalho substituto da 18ª Região. No ano seguinte, foi promovido a juiz titular da 9ª Vara do Trabalho de Goiânia, e, em 2009, tornou-se desembargador do TRT da 18ª Região. Foi vice-presidente e corregedor da Corte regional no biênio 2015/2017 atuou no TST como convocado em diversos períodos entre 2014 e 2015.

(Secom. Fotos: Aldo Dias)