Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
  • Mudar contraste
  • Acessível por Libras

A Justiça do Trabalho do Ceará encerrou a 9ª edição da Semana Nacional da Execução Trabalhista com um saldo de R$ 11 milhões em acordos homologados. No período de 16 a 20 de setembro, foram realizadas 607 audiências na primeira e na segunda instâncias e homologados 323 acordos. Nos cinco dias da Semana, magistrados e servidores atenderam mais de duas mil pessoas nas 37 Varas do Trabalho do Estado e no Tribunal.

Veja mais fotos da Semana aqui.

Além das audiências de conciliação, também foi realizado um leilão judicial com o objetivo de quitar dívidas trabalhistas. Imóveis, carros, vestidos e óculos esportivos foram alguns dos bens ofertados no leilão Justiça do Trabalho do Ceará, que ocorreu no dia 20 de setembro. Foram disponibilizados para venda e arrematação 44 lotes de bens penhorados em processos trabalhistas de Fortaleza e da Região Metropolitana, avaliados em R$ 39,7 milhões.

Além das audiências de conciliação e do leilão, durante a Semana da Execução Trabalhista, as varas do trabalho do Ceará realizaram pesquisas nas contas bancárias dos devedores e também verificam se eles possuíam algum bem registrado em seu nome para bloqueio, e, assim, viabilizar a execução trabalhista.

A Justiça do Trabalho do Ceará, por meio do seu Centro de Conciliação (Cejusc-JT), órgão responsável por organizar as semanas de conciliação e execução, colocou vários canais de comunicação à disposição das partes e seus advogados com o objetivo de facilitar o acesso às pautas de audiências durante a Semana. O Cejusc-JT realizou mais de 300 audiências no Tribunal e homologou 198 acordos.

Resultado nacional

Em todo o Brasil, a Justiça do Trabalho movimentou quase R$ 1,7 bilhão durante a 9ª Semana Nacional da Execução Trabalhista. De acordo com a Coordenadoria de Estatística e Pesquisa do Tribunal Superior do Trabalho (TST), o valor é recorde para a campanha que, neste ano, atendeu mais de 63 mil pessoas em todo o país.

Para o presidente do TST, ministro Brito Pereira, mais uma vez a Justiça do Trabalho mostra sua importância para a sociedade brasileira ao dar efetividade às decisões judiciais. “A Semana Nacional da Execução Trabalhista assim como outras semanas temáticas promovidas pela Justiça do Trabalho demonstram o quanto nos preocupamos em cumprir nosso papel institucional de mediar os conflitos trabalhistas de forma célere e eficaz”, afirmou. “Esse resultado recorde nos alegra grandemente”, completou.