Logo
  • Selo 100% PJe
  • Instagram
  • SoundCloud
  • Youtube
  • Facebook
  • Twitter
  • Flicker

TRT/CE recebe Selo 100% PJe pela conclusão da migração de processos para sistema eletrônico

 

O corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Lelio Bentes Corrêa, premiou, juntamente com o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministro Brito Pereira, os 13 Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) que conseguiram migrar a totalidade dos autos em tramitação nas suas unidades judiciárias para o sistema do Processo Judicial Eletrônico (PJe). A premiação foi entregue durante a reunião do Colégio de Presidentes e Corregedores de Tribunais Regionais do Trabalho (Coleprecor) na tarde de quarta-feira (5/2), em Brasília (DF). O TRT do Ceará foi o primeiro do Brasil a concluir a tarefa, em agosto de 2019. Ao todo, foram convertidos cerca de 55 mil processos na Justiça do Trabalho cearense.

Ministro Brito Pereira, des. Plauto Porto, des. Emmanuel Furtado, Neiara Frota e ministro Lelio Corrêa
Ministro Brito Pereira, des. Plauto Porto, des. Emmanuel Furtado, Neiara Frota e ministro Lelio Corrêa

Selo

A premiação foi criada pela Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho para incentivar os TRTs a migrarem rapidamente os autos físicos para o Sistema PJe, buscando a melhora da prestação jurisdicional. Até o momento, 97% da totalidade de processos físicos existentes em toda a Justiça do Trabalho migraram para o sistema, e cerca de 150 mil ainda devem ser digitalizados. “Este resultado justifica nosso investimento no PJe e favorece a agilidade de tramitação, o controle e a gestão processual”, afirmou o ministro Lelio Bentes. “Somos o ramo mais informatizado do Poder Judiciário brasileiro”.

Segundo o corregedor-geral, um esforço concentrado notável da Justiça do Trabalho resultou na migração de 1,3 milhão de processos de março de 2018 a dezembro de 2019. “Esse feito comprova a grande qualidade de magistrados e servidores da Justiça do Trabalho”, afirmou. Ele destacou ainda o pioneirismo na migração total alcançada pelo TRT/CE, em agosto de 2019, e o esforço desempenhado pelo TRT da 2ª Região (SP), que, entre novembro e dezembro de 2019, aumentou em 30% a migração dos processos, ficando bem próximo da totalidade.

Ministro Lelio Corrêa apresentou também um balanço de sua gestão no biênio 2018-2020 como corregedor-geral
Ministro Lelio Corrêa apresentou também um balanço de sua gestão no biênio 2018-2020 como corregedor-geral

Foram agraciados, por ordem de conclusão de migração dos processos, os TRTs da 7ª Região (CE), 16ª Região (MA), 6ª Região (PE), 11ª Região (AM/RR), 20ª Região (SE), 4ª Região (RS), 13ª Região (PB), 14ª Região (AC/RO), 17ª Região (ES), 18ª Região (GO), 21ª Região (RN), 22ª Região (PI) e 24ª Região (MS).

Com informações da Secretaria de Comunicação Social do TST e fotos de Imprensa/Coleprecor